• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

São Paulo » Em nova vistoria, MPT constata irregularidades no Itaquerão

Agência Brasil

Publicação: 15/05/2014 14:42 Atualização:

Em nova vistoria feita na manhã de hoje (15), técnicos do Ministério Público do Trabalho (MPT) constataram irregularidades na Arena Corinthians, mais conhecida como Itaquerão. Segundo o MPT, entre as irregularidades está o mau uso de equipamentos de segurança. Segundo o órgão, a vistoria detectou irregularidades “pontuais no local onde estão sendo montadas as arquibancadas provisórias”, que já tinham sido encontradas na última inspeção feita pelo MPT, há cerca de um mês.

O relatório da inspeção feita hoje no estádio será encaminhado ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que tomará as providências necessárias, podendo ou não interditar a arena.

Por meio de nota, o superintendente do MTE em São Paulo, Luiz Antonio Medeiros, disse que o estádio não deve ser interditado. Segundo ele, no atual momento, “não há nada que justifique a interdição do Estádio Arena Corinthians”.

De acordo com Medeiros, a fiscalização do estádio está sendo feita constantemente por auditores fiscais da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo (SRTE-SP). “Irregularidades existem, tanto que já aplicamos vários autos de infração, mas nossos fiscais estão acompanhando tudo. No momento, não há nada que justifique a interdição, pois não encontramos nenhum risco, nem nada que ameace a vida dos trabalhadores”, disse ele.

A Agência Brasil procurou a construtora do estádio – a Odebrecht – e também o Corinthians, mas até o momento nenhum deles se manifestou sobre o resultado da vistoria feita hoje no estádio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.