• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Educação » Alunos de escolas públicas de AM e MG farão testes para certificação de inglês

Agência Brasil

Publicação: 13/05/2014 07:34 Atualização: 13/05/2014 07:40

A Cambridge English Language Assessment, departamento sem fins lucrativos da Universidade de Cambridge, vai certificar alunos e ex-alunos de escolas públicas, por meio de parcerias governamentais. Este ano, quase 300 alunos farão o Key English Test (KET), uma qualificação do nível básico, ou o Preliminary English Test (PET), qualificação de nível intermediário em inglês.

Os alunos são mineiros e amazonenses que participam de duas parcerias – o PlugMinas e o Amazonas Bilíngue. Pelo programa do Norte, 200 alunos do ensino médio foram selecionados para fazer os exames, que serão aplicados no final do ano. Os 20 que obtiverem as melhores notas participarão de um programa de intercêmbio de duas semanas. A localidade ainda será definida (Canadá ou Reino Unido).

A formação dos estudantes tem a duração de dois anos, com aulas de inglês aos sábados, material didático e um curso online incluídos. Os alunos que farão a prova este ano participam de aulas preparatórias desde o ano passado. Em 2014, começaram novas turmas, com cerca de 1,1 mil estudantes. No ano que vem, 200 serão escolhidos para os testes e mais 20 para o intercâmbio.

Em Minas Gerais, serão certificados 90 estudantes. A formação, que também teve a duração de dois anos, foi feita em parceria com a Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo do Governo do Estado de Minas Gerais (Secopa). O órgão incentiva estudantes a serem voluntários na recepção dos turistas durante a Copa do Mundo. Os beneficiados são alunos ou ex-alunos da rede pública e têm entre 14 anos e 24 anos. Eles farão a prova este mês.

As provas, que custam aproximadamente R$ 300, serão aplicadas aos alunos gratuitamente. Os cursos, custam mensalmente, entre R$ 300 e R$ 400. A Cambridge English Language Assessment não revela o quanto foi cobrado dos estados.

Segundo um dos responsáveis da Cambridge English Language Assessment no Brasil Rone Costa, a intenção é formar os alunos de escolas públicas com qualidade. “A intenção é a preparação para o mercado de trabalho, a inserção dos alunos de escola pública nesse contexto. Levar a eles a importância do domínio da língua inglesa”, diz. "É interessante dar essa oporunidade aos alunos de escola pública, que acabam tendo menos oportunidade”, acrescenta.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.