• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dois suspeitos » Polícia prende agressor envolvido em linchamento a dona de casa no Guarujá Dez envolvidos já foram identificados na barbárie que tirou a vida de Fabiane e prende dois. Segundo moradores da região, traficantes também procuram os envolvidos

Agência Brasil

Publicação: 09/05/2014 08:59 Atualização:

Mais dois suspeitos de participarem do linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, 33 anos, foram presos ontem. A polícia do Guarujá, no litoral de São Paulo, chegou ao ajudante de pedreiro Lucas Rogério Fabrício Lopes, 19 anos, por meio de uma denúncia anônima. Em depoimento à polícia, ele indicou o nome de mais um envolvido e disse estar arrependido do que fez. Carlos Alex Oliveira de Jesus, 22, foi localizado na cidade de Peruíbe, a cerca de 110km do local do crime. A prisão temporária deles foi expedida. Com eles, já são três detidos. A Polícia Civil ainda trabalha na identificação de outros envolvidos. O primeiro suspeito falou da participação de cerca de 100 pessoas na barbárie.

Fabiane Maria de Jesus morreu na última segunda-feira após ser linchada por moradores da região no sábado. A dona de casa foi confundida com uma suposta sequestradora de crianças para usá-las na prática de rituais satânicos. A confusão foi causada por um boato divulgado em uma rede social, na página Guarujá Alerta, com um retrato falado da criminosa. Mas, segundo a polícia, tal crime nunca existiu na cidade.

Lucas foi flagrado em um vídeo passando com uma bicicleta em cima da dona de casa no linchamento, enquanto Carlos foi identificado puxando o cabelo da vítima para ver o seu rosto. Em depoimento ao delegado responsável pelo caso, Luiz Ricardo Lara, Lucas afirmou que ouviu gritos na rua por volta das 14h de sábado. E ao sair de casa, viu Fabiane caída no chão, bastante machucada. Ele admitiu que bateu com a roda da bicicleta duas vezes na cabeça dela e parou quando ouviu gritos de populares, avisando que Fabiane não seria a suposta sequestradora. Na terça-feira, o eletricista Valmir Dias Barbosa, 47, já havia sido preso. Ele aparece agredindo Fabiane com um pedaço de madeira em imagens feitas por outros moradores do bairro Morrinhos.

O delegado informou que pelo menos 10 pessoas já foram identificadas nas imagens. Mas, de acordo com Lucas Rogério, dois deles foram executados pelos traficantes que atuam na comunidade de Morrinhos. Ele afirmou ainda que algumas pessoas que participaram do linchamento fugiram da cidade com medo de ser presos ou encontradas pelo tráfico.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.