• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Obras mais acessíveis » Lançamento de clássicos em linguagem simplificada divide opiniões Além da troca de palavras consideradas difíceis por outras mais conhecidas, a escritora acrescentou notas de rodapé à obra

Ana Pompeu - Correio Braziliense

Publicação: 06/05/2014 07:59 Atualização:

A escritora defende o projeto como forma de atrair leitores. Foto: Arquivo Pessoal (Arquivo Pessoal)
A escritora defende o projeto como forma de atrair leitores. Foto: Arquivo Pessoal

A linguagem usada por Machado de Assis pode provocar estranhamento em alguns leitores diante de termos em desuso ou eruditos. Para que o estilo do autor não se torne um empecilho e deixe jovens leitores afastados do romancista, uma escritora decidiu tornar uma das grandes obras do autor mais acessível. A iniciativa, no entanto, causou polêmica no meio literário depois que se tornou pública. O projeto de Patrícia Secco consiste em relançar clássicos, como os de Machado, em linguagem simplificada.

Além da troca de palavras consideradas difíceis por outras mais conhecidas, a escritora acrescentou notas de rodapé à obra. O método aparece já no título de O Alienista: “Médico especializado no tratamento de doentes mentais, o mesmo que psiquiatra”. Patrícia Secco trabalha com literatura infantil há 18 anos. O projeto Livro e Leitura para Todos, que oferece acesso gratuito a títulos da literatura clássica brasileira, existe desde 2008 em parceria com a Secretaria do Livro e da Leitura do Ministério da Cultura. Prevê, além de O Alienista, uma versão simplificada de A Pata da Gazela, de José de Alencar.

A escritora disse que foi mal-interpretada sobre o assunto. “Eu não falei que vou reduzir a obra. Faço um trabalho para incentivar o hábito da leitura há quase duas décadas. Machado de Assis é meu autor favorito e por isso foi escolhido”, afirma.


Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.