• (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Defesa » Raimundos sobre caso de homofobia: "cumprimos nossa obrigação de cidadãos" Na última sexta-feira (2/5), um casal gay foi repreendido ao se beijar durante show. Vocalista defendeu os dois homens

Correio Braziliense

Publicação: 05/05/2014 21:31 Atualização:

A banda Raimundos postou uma nota na página oficial do Facebook, dizendo que os músicos apenas cumpriram com a obrigação de cidadãos, ao defender o casal gay que sofreu repressão durante um show do grupo em Jaraguá do Sul, Santa Catarina. Ao perceber a hostilização, Digão, vocalista, pediu para que os dois se beijassem novamente, desta vez, no palco. Na ocasião ele disse "estamos na era do amor, não da agressão".

"É dever de todos lutar contra toda e qualquer forma de intolerância e discriminação a qualquer pessoa, independente da sua cor, religião, opção sexual, classe social, etc...", escreveram na postagem, que já teve mais de 2,4 mil curtidas.

Ainda no domingo (4/5), dois dias após o show, a banda já tinha se manifestado na rede social: "Aprendam! Respeitem as diferenças! Todos somos seres humanos. Ser diferente é normal!"

 


Tags:

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
O cidadão que gosta de roubar é diferente, no entendimento do Digão é normal. O cidadão que é viciado em bebida é diferente, no entendimento dos Raimundos é normal. Um indivíduo estuprador é diferente, no entendimento do Digão é normal. Considerando esse raciocínio, o gay é normal. | Denuncie |

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
Essa história de dizer, que ser diferente é normal, só cabe na cabeça de um idiota, como Digão. O cabra queimar a rodinha é normal só para ele. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.