• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Defesa civil » Enchentes deixam mais de 1,4 milhão de pessoas desabrigadas em três anos Os alagamentos, por exemplo, atingiram 2.065 municípios, os processos erosivos, 1.113 cidades

Correio Braziliense

Publicação: 30/04/2014 11:09 Atualização: 30/04/2014 12:05

Os alagamentos, por exemplo, atingiram 2.065 municípios, os processos erosivos, 1.113 cidades. Os dados são do IBGE. Foto: Beto Novaes/EM/D.A Press
Os alagamentos, por exemplo, atingiram 2.065 municípios, os processos erosivos, 1.113 cidades. Os dados são do IBGE. Foto: Beto Novaes/EM/D.A Press
Dos 5.570 municípios brasileiros, 1.543, ou 27,7%, foram vítimas de enchentes entre 2008 e 2012. No período, 1,4 milhão de pessoas ficaram desabrigadas em decorrência das fortes chuvas. Os dados são da Pesquisa de Informações Básicas dos Municípios (Munic), divulgada na manhã desta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esta é a primeira vez que o levantamento investiga questões específicas sobre planejamento urbano voltados para prevenção, redução e gestão de riscos e desastres. Os alagamentos, por exemplo, atingiram 2.065 municípios, os processos erosivos, 1.113 cidades (20,0%) e os escorregamentos ou deslizamentos, 895 (16,0%).

Dentro outras análises, a Munic mostra também que o número de mulheres na população supera o de homens, contudo a participação feminina na política ainda é restrita e alcançou apenas 12%, em 2013. Rio Grande do Norte e Paraíba apresentam os maiores percentuais de prefeitas. Ao mesmo tempo, cresceu o número de municípios com políticas públicas voltadas especificamente para mulheres.

A pesquisa mostra que 27,5% deles têm estrutura para a formulação, coordenação e implementação dessa políticas. Em 2009, quando o tema foi pesquisado pela primeira vez, eram 18,7%.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.