• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dengue » Teste de vacina aponta redução de 56% dos casos A empresa farmacêutica Sanofi Pasteur anunciou o resultado do levantamento feito na Ásia

Agência Brasil

Publicação: 28/04/2014 17:55 Atualização:

A empresa farmacêutica Sanofi Pasteur anunciou hoje (28) o resultado de um teste da vacina contra a dengue feito na Ásia. O estudo mostrou redução de 56% nos casos de dengue em 12 áreas endêmicas na Indonésia, Malásia, Filipinas, Tailândia e Vietnã.

É o primeiro de dois testes da fase três, que visa a fornecer dados sobre a eficácia da vacina em seres humanos, em diferentes ambientes epidemiológicos. O segundo teste está sendo aplicado na América Latina - Brasil, Colômbia, Honduras, México e Porto Rico - e os resultados devem ser apresentados nos próximos dois meses.
Saiba Mais

A fase três é a última do período de testes antes de a vacina ser submetida aos órgãos  reguladores de cada país, explica Lucia Bricks, diretora de saúde pública da Sanofi Pasteur. “É um resultado inédito. Estudos de vacinas para dengue têm mais de 70 anos; a Sanofi Pasteur iniciou há 20 anos e é a única a completar a fase 3. Os outros competidores (laboratórios) estão nas fases 1 e 2, fases pré-clínicas”, disse.

Os testes na Ásia envolveram 10.275 mil crianças, de 2 a 14 anos. Na América Latina são mais de 20 mil pessoas de 2 a 16 anos. Entre 2011 e 2013, elas foram sorteadas para receber três doses da vacina ou um placebo, com intervalo de seis meses entre cada dose.

A médica da Sanofi Pasteur explica que os resultados começaram a ser analisados um mês após a aplicação da terceira dose, com a identificação do vírus. “O grupo vacinado teve menos da metade de casos e a incidência de dengue nas pessoas que não foram vacinadas foi muito mais alta do que a agente imaginava, 4,7%, uma incidência altíssima”.

A vacina será licenciada possivelmente com três doses, para proteger contra os quatro tipos de dengue, segundo a médica, e deve estar pronta até o final deste ano. “A partir disso, depende das autoridades regulatórias de cada país que vão dar seus pareceres sobre o protocolo, mas no final de 2015 já se deve ter uma resposta”, explica Lucia Bricks sobre a colocação da vacina no mercado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.