• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Complexo da Papuda » Vereador, líder da greve da PM da Bahia, é preso

Ana Luiza Machado

Publicação: 18/04/2014 17:27 Atualização: 18/04/2014 17:40

O líder do movimento grevista da Polícia Militar da Bahia, o vereador Marco Prisco Caldas Machado, foi preso nesta sexta-feira (18) enquanto estava em um resort na Costa do Sauipe, litoral Norte do estado. O pedido de prisão preventiva foi feito pelo Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA) e acatado pelo juiz federal da 17ª Vara, Antônio Oswaldo Scarpa no último dia 15. Os policiais militares, revoltados com a prisão, pensam em retomar a greve.

Desde 2013 que o MPF já havia movida uma ação penal referente aos crimes cometidos durante a greve realizada entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2012. A greve da PM iniciada na última terça-feira (15) foi considerada sangrenta. Até o seu fim, na quinta-feira (17), foram registrado 39 homicídios e diversos saques e arrombamentos em estabelecimentos comerciais. A Justiça Federal já havia considerada a greve ilegal e determinado o fim imediato sob pena para os seus líderes, entre eles Marco Prisco, de multa diária de R$ 1 milhão.

Segundo o documento a prisão do líder Marco Prisco preventiva visa "à garantia da ordem pública … devendo o mesmo permanecer preso e à disposição deste juízo". Para o MPF, Marco Prisco, que também é presidente da Associação de Políciais e Bombeiros e de seus familiares na Bahia (Aspra), deve responder por crime político grave como por exemplo atentar contra a segurança nacional, praticados durante a paralisação. O líder grevista foi encaminhado para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

Através de um grupo pela rede social Whatsapp, o policiais militares contestam a prisão e ameaam recomeçar a greve. "Isso é um sequestro orquestrado pela justiça. Estão levando ele para um avião e ninguém pode acompanhá-lo", escreveu um dos policiais no grupo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.