• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Beltrame reúne lideranças da Maré para explicar atuação da PM

Agência Brasil

Publicação: 03/04/2014 14:44 Atualização:

O secretário de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, reuniu hoje (3) lideranças das comunidades do Complexo de Favelas da Maré, na zona norte, para explicar a atuação da Polícia Militar (PM) no combate ao tráfico de drogas nas localidades ocupadas no último dia 30.

Beltrame enfatizou que a polícia não vai decidir o futuro no local sem a participação da comunidade e se colocou à disposição para atuar como intermediário entre os moradores e as Forças Armadas. Ele disse que a corregedoria da PM está acompanhando a atuação dos policiais e que, a partir da próxima semana, vans estarão nas comunidades pacificadas com equipes para ouvir reclamações dos moradores.

O diretor executivo da Anistia Internacional no Brasil, Átila Roque, que também participou do encontro, manifestou preocupação sobre como será feita a abordagem das tropas militares aos moradores das comunidades. Nos últimos dias, moradores da Maré e outras comunidades com unidades de Polícia Pacificadora (UPP) têm reclamado de abordagens agressivas por parte de policiais.

O Ministério da Defesa autorizou as Forças Armadas a entrar no Complexo da Maré a partir do primeiro minuto do próximo sábado. Militares da Marinha e da Aeronáutica vão permanecer nas 15 comunidades da Maré até o dia 31 de julho fazendo vistorias e prendendo suspeitos em flagrante. Hoje à tarde, o Comando Militar do Leste convocou uma coletiva de imprensa para explicar como será a atuação da Força de Pacificação no Complexo da Maré.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.