• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde » "Meu marido podia ser preso se eu não fosse para o hospital", declara mãe obrigada a fazer cesariana no Sul Emerson Guimarães, casado com Adelir Carmem Lemos de Góes, gravou depoimento da esposa ainda no Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Torres, no Rio Grande do Sul, onde ela conta detalhes do que aconteceu na madrugada em foi retirada de casa por oficial de justiça, polícia e ambulância

Estado de Minas

Publicação: 03/04/2014 12:43 Atualização:

Adelir diz que aceitou ir para o hospital porque o marido poderia ser preso.
Adelir diz que aceitou ir para o hospital porque o marido poderia ser preso. "Eu me sinto frustrada", declara em vídeo. Foto: Reprodução/TV
A mãe que foi obrigada pela justiça do Rio Grande do Sul a fazer uma cesariana gravou um depoimento em que narra o que aconteceu na madrugada em que foi retirada de casa por um oficial de justiça acompanhado de policiais para garantir que o mandado seria cumprido. O caso que aconteceu na cidade de Torres ganhou repercussão internacional e mulheres e homens se mobilizaram na internet com a campanha #NãoMereçoSerObrigadaAFazerCesárea. Clique aqui e entenda o caso.

O vídeo foi gravado no Hospital Nossa Senhora dos Navegantes e o pai da criança, Emerson Guimarães, autorizou a publicação no Portal Uai. Com duração de pouco mais de 4 minutos, Adelir Carmem Lemos de Góes segura a filha nos braços e começa dizendo que se sente frustrada: “Na hora que estava de cinco em cinco minutos as contrações, chegou a polícia, chegou o oficial de justiça com viatura, com ambulância. (...) Eles ficaram me aterrorizando dizendo que se eu não cumprisse o mandado meu marido, naquela hora que eu estava precisando dele, iria ser preso”.

Apesar de existir uma lei federal que garante o direito de acompanhante durante o parto seja na rede pública ou privada do Brasil, Emerson foi impedido pelo hospital de ver o nascimento da filha.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.