• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Direitos humanos » Polícia caça detentos que fugiram de Pedrinhas, do Maranhão

O Imparcial

Publicação: 31/03/2014 12:18 Atualização:

Os quatro detentos que fugiram do Centro de Detenção Provisória (CDP) - Presídio São Luís I do Complexo de Pedrinhas, na madrugada deste domingo (30), ainda não foram recapturados. A fuga ocorreu por meio de um túnel escavado na cela 14 localizada no Pavilhão Beta. O secretário de Estado Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), Sebastião Uchôa, abriu sindicância para apurar as circunstâncias da fuga e se houve omissão da segurança. Funcionários serão afastados. A detenção onde houve a fuga é monitorada por segurança terceirizada e recebe ainda reforço da Polícia Militar. Na detenção estão presos considerados de alta periculosidade e que cumprem pena, entre outros, por crimes relacionados ao tráfico de drogas. Com esta, somam 11 as fugas no sistema, em menos de uma semana.

O túnel foi descoberto na madrugada do sábado. Os detentos escavaram o buraco com cinco metros de comprimento e dois de profundidade. No local a segurança encontrou drogas e várias armas de fabricação caseira. Apesar da descoberta, os presos não tiveram as visitas marcadas para este dia suspensas, mas, ficarão por uma semana sem banho de sol. O CDP abriga 189 detentos, distribuídos em sete celas. A Sejap abriu sindicância para investigar as circunstâncias do ocorrido e apurar responsabilidade.

A investigação pretende esclarecer como a segurança que estava no local não percebeu a escavação e a fuga. Os fugitivos são Rafael Santos da Silva, Thiago Cruz da Silva, Isamel de Jesus Abreu e Francisco das Chagas da Costa. Em nota, a Sejap informou que polícia está realizando incursões para recapturar os detentos e que pediu à empresa terceirizada o afastamento dos funcionários que faziam a segurança na ocasião.

Fuga registrada também no interior do Estado, município de Cururupu, a 465 km da capital. Três presos fugiram da Delegacia Regional serrando as grades e cadeados da cela.

A fuga ocorreu por volta de 1h da madrugada de ontem e até o momento, nenhum dos fugitivos foi encontrado. Na madrugada de sexta, 28, quatro dos sete presos em uma cela da Delegacia Regional de Grajáu, sul do Maranhão, fugiram por um buraco na parede da cela e ainda estão foragidos.

Uma fuga foi evitada no último 10, na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) do Olho d’Água, presídio masculino, em São Luís. A tentativa ocorreu durante a madrugada, no bloco Beta, cela 11, onde estavam 89 presos. Os detentos chegaram a serrar as grades das celas e tentaram escapar, mas foram impedidos por homens da Força Nacional que estão no Estado prestando reforço na segurança dos presídios.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.