• (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pesquisa » Dados sobre estupros no Brasil revela doença coletiva, diz pesquisador Mais da metade dos entrevistados concordaram com a frase "Se as mulheres soubessem se comportar haveria menos estupros"

Daniela Garcia - Estado de Minas

Publicação: 28/03/2014 08:54 Atualização: 28/03/2014 10:42

Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Por cerca de dois anos, a estudante D.A, 16 anos, sofreu em silêncio com a violência sexual dentro da própria casa, em Ceilândia Norte. Aos 14 anos, a menina sentia medo de denunciar o homem a quem ela chamava de avô. “Ele ameaçava dizendo que ia matar minha mãe, meu pai”, lembra. O marido da avó paterna abusou da joven até setembro do ano passado, quando foi preso. D.A. é apenas uma entre milhares de meninas brasileiras que sofrem com uma rotina de estupros. Cerca de 70% das vítimas desse tipo de agressão são crianças e adolescentes, aponta pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O instituto também mediu a tolerância social dos brasileiros aos casos de violência contra a mulher. A pesquisa chegou a resultados alarmantes. Mais da metade dos entrevistados concordaram com a frase “Se as mulheres soubessem se comportar haveria menos estupros” e, mais grave, acreditam que aquelas que usam roupas sensuais “merecem ser atacadas”.

As vítimas de estupro são, na maioria, mulheres com menos de 17 anos. O pesquisador Daniel Cerqueira explica que só foram computados os casos em que as vítimas procuraram o serviço público de saúde. Cerqueira destaca que 11,3% dos abusos sexuais envolvendo crianças foram cometidos pelos próprios pais, justamente quem deveria protegê-las. “É um quadro que revela uma grave doença coletiva, de uma sociedade em estágio pré-civilizatório”, diz.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: Genésio Souza
Isso dá bem mostra da eficiência do nosso belo Congresso Nacional, que diz representar seu povo numa terra de deseducados e aproveitadores acomodados. Infelizmente só se muda isso com porrada... nos verdadeiros responsáveis. ACÓOOORDA, POVO!! | Denuncie |

Autor: José Holderbaum
Não acredito neste resultado. Só tarado pode concordar eque uma mulher possa ser estuprada porque anda de roupa excitante. Então podemos pegar todas na praia. Isto é coisa de quem não sabe conquistar uma mulher. Roupas e mulheres provocantes pode-se admirar mas para pegar tem que os dois quererem. | Denuncie |

Autor: eloy de Carvalho
A pesquisa não conduz a realidade. A pergunta induziu resposta errada. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.