• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde pública » Pesquisa do TCU constata problemas estruturais em hospitais brasileiros O estudo traçou um panorama desolador das instituições do país, onde a regra é a superlotação, a falta de profissionais e de equipamentos básicos

Ana D'angelo - Correio Braziliense

Publicação: 27/03/2014 09:39 Atualização:

Levantamento feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a saúde pública no Brasil revela que os prontos-socorros de 64% dos hospitais no Brasil apresentam superlotação, com taxa de ocupação sempre maior do que a capacidade de atendimento. Em outros 19%, isso ocorre com menos frequência. E apenas 6% deles conseguem atender as emergências sem sobrecarga. O TCU concluiu ainda que faltam médicos e enfermeiros em 81% dos hospitais e 73% não oferecem estrutura física adequada.

Foram constatadas ainda falta de medicamentos e insumos hospitalares, ausência de aparelhos ou equipamentos obsoletos, não instalados ou parados por falta de manutenção, além de insuficiência de recursos de tecnologia da informação. Por isso, 77% dos hospitais bloqueiam leitos, inclusive em unidades de terapia intensiva (UTIs), por falta de equipamentos mínimos nos quartos ou nas enfermarias para acomodar pacientes. Esse retrato preocupante do sistema de saúde brasileiro foi apresentado ontem pelo relator, ministro Benjamin Zymler, ao plenário do tribunal.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.