• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Militares do Exército buscam armas enterradas por traficantes da Maré

Agência Brasil

Publicação: 26/03/2014 10:41 Atualização: 26/03/2014 15:06

Militares do 1º Batalhão de Engenharia de Combate-Escola do Exército aguardam para entrar no Complexo da Maré,em uma operação de buscas a armamentos enterrados por traficantes. Foto: Tania Rego/Agência Brasil
Militares do 1º Batalhão de Engenharia de Combate-Escola do Exército aguardam para entrar no Complexo da Maré,em uma operação de buscas a armamentos enterrados por traficantes. Foto: Tania Rego/Agência Brasil

Um grupo de 15 militares do 1º Batalhão de Engenharia de Combate-Escola do Exército está desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (26) no Complexo de Favelas da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, em uma operação de buscas a armamentos enterrados por traficantes que agem na comunidade. Por enquanto os militares estão de prontidão no batalhão da Polícia Militar da Maré, aguardando orientações do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope).

Na operação, os militares utilizarão detectores de metal de alta precisão, capazes de localizar a até 30 centímetros de profundidade objetos do tamanho de uma agulha. Como os militares não trabalham armados, a segurança da operação será feita por policiais militares, que ocupam a comunidade.

O capitão Rafael Medeiros, que coordena a equipe, disse que as buscas serão feitas “em pontos específicos identificados pelo Bope como sendo locais com probabilidade de ter armamentos enterrados ou escondidos”.

A operação de busca e apreensão de armamento em pontos específicos do Complexo da Maré foi uma solicitação da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.