• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Combate » Tuberculose preocupa autoridades no Rio de Janeiro

Agência Brasil

Publicação: 24/03/2014 07:35 Atualização: 24/03/2014 10:45

Ministério da Saúde anuncia hoje a implantação do novo exame na rede pública e números da doença no país. Foto: GeneXpert/Divulgação
Ministério da Saúde anuncia hoje a implantação do novo exame na rede pública e números da doença no país. Foto: GeneXpert/Divulgação

Com a maior incidência de casos de tuberculose no país, o estado do Rio de Janeiro preparou uma série de atividades para marcar hoje (24) o Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose. Ao todo, 72 pessoas em cada grupo de 100 mil habitantes no estado têm a doença, que está relacionada à pobreza, à ausência de ventilação nas moradias e requer tratamento rigoroso.

“A tuberculose ainda gera grande número de casos novos por ano no Rio, com muitas pessoas tomando medicamento, com a doença evoluindo para casos graves e para o óbito”, disse o superintendente de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde, Alexandre Chieppe. Ele lembrou que a doença tem cura e que quanto mais cedo for identificada, melhor.

Para enfrentar a tuberculose e combater o preconceito, várias atividades de conscientização foram organizadas. Os eventos começaram nesse domingo (23) com uma caminhada no Parque Madureira, na zona norte, e se estendem até sexta-feira (29). Equipes de saúde que atendem à população de rua se reúnem amanhã (25), no Hotel São Francisco, na capital. Na quinta-feira (27), Niterói, na região metropolitana, recebe atividades lúdicas e material educativo. A semana se encerra na sexta (28), com atividades informativas em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

“A doença ainda é um dos maiores desafios para a saúde pública no Brasil e no Rio. Neste dia de Luta contra a Tuberculose, o objetivo é alertar para a importância do diagnóstico precoce”, declarou Chieppe.  Seguir o tratamento à risca também é importante para o paciente se ver livre da doença. Durante seis meses, a recomendação é não descuidar da dose diária de remédios.

No estado do Rio, a tuberculose está relacionado a “bolsões de pobreza”, em locais com grande concentração de unidades habitacionais sem acesso à ventilação e à luminosidade, como ocorre nas favelas - quadro que facilita a propagação de doenças respiratórias. Segundo o superintendente, a cidade do Rio, por essas condições, concentra os casos da doenças no estado.

O Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose foi criado em 1982 pela Organização Mundial da Saúde em homenagem aos 100 anos do descobrimento do bacilo de Koch, causador da doença.
   

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.