• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Homicídio » STJ nega liberdade para acusados de matar cinegrafista no Rio de Janeiro Fábio Raposo Barbosa e Caio Silva de Souza estão presos desde o dia 20 de fevereiro

Estado de Minas

Publicação: 20/03/2014 10:10 Atualização:

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Jorge Mussi negou nessa quarta-feira o pedido de liberação dos acusados pela morte do cinegrafista Santiago Andrade, atingido por um rojão durante uma manifestação no Rio de Janeiro no começo de fevereiro. Fábio Raposo Barbosa e Caio Silva de Souza estão presos desde o dia 20 de fevereiro, após serem apontados por homicídio triplamente qualificado e crime de explosão.

Segundo o Ministério Público, eles acenderam um rojão durante a manifestação e o artefato atingiu o cinegrafista da TV Bandeirantes, que morreu quatro dias depois. O ministro rejeitou pedido de habeas corpus dos acusados. Os advogados dos jovens pleitearam na Justiça fluminense liminar para que eles pudessem ficar em liberdade até o julgamento do mérito do pedido. A liminar foi negada, e os advogados recorreram ao STJ contra a decisão.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.