• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Violência » Tiro causou morte de mulher arrastada por carro da PM no Rio Depois de ter sido baleada, Cláudia foi colocada por policiais militares no porta-malas de uma viatura, que se abriu no trajeto até o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes

Correio Braziliense

Publicação: 19/03/2014 09:23 Atualização: 19/03/2014 10:38

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
O laudo oficial com o atestado de óbito divulgado pela Polícia Civil confirma que a mulher já chegou ao hospital sem vida em razão da "laceração cardíaca e pulmonar de ferimento transfixante do tórax por ação perfurocortante".

Depois de ter sido baleada, Cláudia foi colocada por policiais militares no porta-malas de uma viatura, que se abriu no trajeto até o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Presa ao porta-malas, ela foi arrastada por mais de 300 metros. O IML fará perícias complementares no corpo da auxiliar de serviços gerais.

Em entrevista nesta terça-feira (18/3), o governador Sérgio Cabral disse que os três policiais do 9º Batalhão da Polícia Militar, localizado em Rocha Miranda, também na zona norte da cidade, agiram “de forma repugnante, desumana e vão responder criminalmente pela barbárie cometida”.

O governador afirmou que a atitude dos policiais vai de encontro aos princípios básicos que devem nortear o comportamento da polícia, por isso eles não ficarão impunes. “O que nós vimos ali foi uma atitude completamente desumana: do atendimento à forma como ela foi colocada na viatura. A barbaridade da queda – enfim uma cena completamente abominável. E eles vão responder por isso. Não haverá impunidade. Eles já estão presos e vão responder por essa barbaridade”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.