• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Delegado voltará a ouvir policiais para apurar morte de mulher arrastada

Agência Brasil

Publicação: 17/03/2014 13:40 Atualização: 17/03/2014 16:24

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
A Delegacia de Madureira (29ª DP) vai convocar os policiais militares para prestar novos depoimentos sobre a morte de Claudia da Silva Ferreira. A mulher foi baleada durante ação policial na comunidade da Congonha, na zona norte da cidade, e colocada por três policiais militares no porta-malas do carro. No trajeto para o hospital, o porta-malas abriu e Claudia foi arrastada por alguns metros.

Os policiais já tinham prestado depoimento ontem, por causa da ação policial que resultou na morte da mulher e de um homem, suspeito de atirar contra os policiais. Segundo a Polícia Civil, imagens de um cinegrafista amador, que mostram a vítima sendo arrastada, já foram analisadas pelo delegado. Policiais civis também fizeram a perícia da viatura da Polícia Militar (PM) e do local onde o carro passou. Familiares e testemunhas também serão ouvidos.

O corpo de Claudia será submetido a uma necropsia do Instituto Médico-Legal (IML). Os três policiais responsáveis pelo socorro, dois subtenentes e um soldado, estão presos por determinação da própria PM.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.