• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

América Latina » Santos disputa reeleição na Colômbia contra quatro candidatos

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 15/03/2014 15:08 Atualização:

 (Foto: Luis Acosta / AFP)
O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disputará sua reeleição, no próximo dia 25 de maio, contra quatro candidatos, informou nesta sexta-feira a autoridade eleitoral, ao encerrar o período de inscrições.

Santos, 62 anos e no poder desde 2010, enfrentará Óscar Iván Zuluaga, 55, do partido Centro Democrático, fundado pelo ex-presidente Álvaro Uribe, a ex-prefeita de esquerda Clara López, 62, a ex-ministra conservadora Marta Lucía Ramírez, 58, e o ex-prefeito de centro Enrique Peñalosa, 59.

O "verde" José Antonio Rocha, um político de pouca expressão que havia registrado sua candidatura na semana passada, desistiu da disputa.

O presidente, um economista de centro direita membro de uma das famílias mais poderosas da Colômbia, larga como favorito, mas ainda não tem o apoio suficiente para evitar um segundo turno.

Segundo o instituto de pesquisas Ipsos, Santos reúne 28% das intenções de voto, com uma vantagem de ao menos 20 pontos sobre os demais candidatos. O voto em branco responde por 24%.

Para vencer no primeiro turno são necessários mais de 50% dos votos.

"Parte da minha campanha será essa: pedir aos colombianos que me permitam terminar meu trabalho", revelou Santos em entrevista concedida nesta sexta-feira.

Santos resumiu seu principal objetivo para o próximo mandato: concluir o processo de paz iniciado em novembro de 2012 com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), a guerrilha que ajudou a combater sem trégua como ministro da Defesa de Álvaro Uribe, o popular ex-presidente (2002-2010) que hoje se tornou seu principal adversário.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.