• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bahia » Mesmo com redução da violência, Salvador tem morte no segundo dia de carnaval

Agência Brasil

Publicação: 01/03/2014 18:08 Atualização:

Os dois primeiros dias de carnaval em Salvador tiveram redução dos casos de roubos e furtos, informou neste sábado (1º) a Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Apesar da diminuição da violência, um assassinato foi registrado em um dos circuitos do carnaval baiano.

Na madrugada de hoje, Wellington de Jesus Santos, 27 anos, foi morto com cinco tiros no Circuito Osmar, no bairro do Campo Grande. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o caso e pediu imagens das câmeras de segurança instaladas na região. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a vítima estava aposentada por invalidez, mas o problema de saúde não foi informado.

Apesar do assassinato, a polícia registrou redução dos índices de violência nos dois primeiros dias de carnaval, na capital baiana. Na quinta-feira (27) e na sexta-feira (28) de carnaval houve 114 registros de furtos, contra 179 nos mesmos dias anteriores ao carnaval de 2013, queda de 19,6%. As ocorrências de roubos caíram 21,4%: de 28, no ano passado, para 22 neste ano. As lesões corporais leves baixaram de 53 para 48 nos dois primeiros dias de carnaval, com redução de 9,4%, e os crimes contra o patrimônio totalizaram 166, contra 207 no ano passado, queda de 19,8%.

Em relação aos homicídios, a Secretaria de Segurança Pública informou que o índice ficou estável. No ano passado, também havia sido registrada uma morte no mesmo dia. Apenas na sexta (28), o número de armas apreendidas subiu de três para sete, comparado ao mesmo dia de 2013. O total de pessoas conduzidas às delegacias subiu de 145 para 267.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.