• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Novo visitante » Macaco bugio invade hortas e vira atração na cidade de Coronel Xavier Chaves O animal é um dos maiores primatas que habitam o Brasil. Ele preocupa os moradores por causa do tamanho e da farra que está aprontando em pomares e quintais

Daniel Camargos -

Publicação: 28/02/2014 11:12 Atualização: 28/02/2014 11:21

O animal é um dos maiores primatas que habitam o Brasil foto: Maria de Fátima Rodrigues Chaves/Divulgação (Maria de Fátima Rodrigues Chaves/Divulgação)
O animal é um dos maiores primatas que habitam o Brasil foto: Maria de Fátima Rodrigues Chaves/Divulgação

Os moradores da pequena Coronel Xavier Chaves, no Campo das Vertentes, estão preocupados com um novo visitante. Um macaco, provavelmente da espécie bugio, frequenta as hortas e pomares da área urbana há uma semana. O animal é um dos maiores primatas que habitam o Brasil. “O meu medo é que os moradores tentem pegá-lo e ele acabe machucando”, explica a veterinária Aline Camargos, moradora da cidade e que já viu o macaco frequentando a horta de sua casa.

Algumas pessoas procuraram a Polícia Militar, que por sua vez informou não poder fazer nada. Procuraram também a Polícia Ambiental da região, que alegou não ter equipamento e nem treinamento para capturar o macaco e levá-lo para um local mais seguro.

A veterinária Aline explica que o Bugio costuma viver em bando e que na região, em um local chamado de Cava Amarela, já foram vistos alguns bichos da espécie. Quem viu o macaco de perto se assustou com o tamanho dele. Além de ficar na parte mais alta das árvores altas ele também já foi flagrado se equilibrando em varais de roupas. O macaco se tornou uma atração na cidade, que tem pouco mais de 3 mil habitantes e fica distante 180 quilômetros de Belo Horizonte.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.