Pernambuco.com



  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Crime bárbaro » Professor é espancado em shopping no DF é internado em estado grave Pancadas provocaram traumatismo craniano e a quebra da mandíbula em duas partes. Dois suspeitos foram detidos

Saulo Araújo - Correio Brasiliense

Publicação: 25/02/2014 07:53 Atualização:

Lucas foi espancado por reclamar de dois homens que urinavam em local impróprio foto: cedida pela família (cedida pela família)
Lucas foi espancado por reclamar de dois homens que urinavam em local impróprio foto: cedida pela família

O toque do telefone pouco antes da meia-noite de domingo assustou a bancária Sara Silva Lopes Xavier, 30 anos. No visor do aparelho, aparecia o número do irmão, mas uma voz estranha anunciava a grave notícia: Lucas Silva Lopes Xavier, 27, estava desacordado em uma ambulância do Corpo de Bombeiros, seguindo para um hospital particular de Brasília. O professor de educação física acabara de se tornar vítima de um crime bárbaro que se popularizou no Distrito Federal. Acabou espancado dentro do Shopping Pier 21, no Setor de Clubes Sul, por repreender dois homens que urinavam em local impróprio. É a quinta vítima em quatro casos de linchamento em apenas uma semana (leia Memória). “Quase mataram o meu irmão por ele se sentir incomodado e desrespeitado”, desabafou Sara.

Testemunhas que estavam no estabelecimento contaram que o professor, morador do Lago Norte, se divertia em um bar acompanhado do consultor Maurício Barroso, 31 anos. Por volta das 22h, dirigiu-se ao banheiro situado perto da entrada principal do shopping e reagir à situação constrangedora. Ao chamar a atenção do grupo, foi agredido por dois rapazes musculosos. Um deles quebrou uma garrafa de cerveja na cabeça do jovem. Na sequência, a dupla desferiu socos e chutes. “Eu o encontrei desacordado uns 10 minutos depois, nem sabia da confusão. Não podemos aceitar que esse tipo de coisa se torne natural. Ele não morreu por sorte. Não cabe imaginar que existam pessoas tão covardes no mundo”, lamentou Maurício.

O professor está internado na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Santa Helena e não se recorda do episódio. Ainda não há previsão de alta. Embora Lucas esteja consciente, o quadro dele é considerado grave. As pancadas provocaram traumatismo craniano e a quebra da mandíbula em duas partes. O maxilar será reconstruído por intervenção cirúrgica, mas o que mais preocupa os médicos são três coágulos no cérebro. Talvez seja necessário submetê-lo a um procedimento a fim de drenar o sangue. Além disso, Lucas está com os movimentos do lado esquerdo do corpo comprometidos.

Os dois suspeitos de terem espancado o professor já foram detidos pela polícia. Ambos confessaram a agressão covarde. Ontem, quatro seguranças do shopping prestaram depoimento. As imagens das câmeras do Pier 21 foram apreendidas e devem ajudar na apuração do crime. O Correio esteve na administração do estabelecimento e, por telefone, entrou em contato com a assessoria de Comunicação. Em nenhum dos contatos, houve retorno.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: adilson santos
ACHO UMA FALTA DE RESPEITO DESTES TRAVESTIDOS DE CIDADÃOS QUE POEM EM RISCO TODA A NAÇÃO BRASILEIRA. AS AUTORIDADES DEVEM POR NA PRISÃO ESTES COVARDES E GARANTIR PARA A SOCIEDADE UMA SEGURANÇA JUSTA E TRANQUILA... ADILSON.... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »