• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Patrimônimo » Adiado julgamento que definirá destino da imagem de Nossa Senhora do Rosário Fiéis lutam pela permanência da peça em Pedro Leopoldo, de onde foi tirada. Colecionar também está na disputa

Estado de Minas

Publicação: 19/02/2014 07:49 Atualização:

Ainda não é desta vez que a comunidade de Fidalgo, no distrito de Quinta do Sumidouro, em Pedro Leopoldo, na Grande BH, pode comemorar a volta da padroeira Nossa Senhora do Rosário, furtada da capela local em 1981. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) adiou o julgamento do recurso proposto pelo colecionador paulista Renato de Almeida Whitaker, que estava com a peça do século 18 em seu poder e que foi apreendida pelo Ministério Público estadual em dezembro de 2012.

Nessa terça-feira, depois de ouvir o advogado de Whitaker, Lauro José Bracarense, e o procurador de Justiça Giovanni Mansur Pantuzo, a relatora do processo, desembargadora Vanessa Verdolim Hudson Andrade, da 1ª Câmara Cível, pediu o adiamento.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.