Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Violência » Após briga com a mulher, pai se joga do 13º andar com filho no colo

Publicação: 18/02/2014 10:42 Atualização: 18/02/2014 18:21

Um professor de 52 anos pulou do 13º andar de um prédio em Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo, após brigar com a mulher na noite desta segunda-feira (17). Ele estava com o filho de seis anos no colo. Edemir de Mattos e seu filho Ivan Pesquero de Mattos foram encontrados mortos pela PM por volta das 22h30. A química Célia Regina Pesquero, de 49 anos, da Universidade de São Paulo (USP), foi socorrida e encaminhada para uma unidade hospitalar da região.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, vizinhos contaram que ouviram muitos gritos da mãe da criança e que o menino falou "não, papai" por diversas vezes. Alguns vizinhos relataram ter ouvido um barulho estranho vindo do apartamento e tentaram abrir a porta, mas não conseguiram entrar.

De acordo com a Polícia militar, a mulher do professor, que diz ter sido agredida pelo marido, contou à polícia que ele estava transtornado e se jogou da sacada. O motivo da briga é desconhecido. Segunda o jornal Estado de São Paulo, a química revelou que o professor tinha o  trauma de um casamento anterior no qual não pode mais ver sua outra filha após a separação e costumava a dizer que poderia matar o filho ou fugir com ele. Na noite de segunda, ele teria tido um acesso de raiva sem nenhuma explicação e começado a ameaçar a matar o filho e se suicidar.

Quando a PM foi acionada, a vítima estava no térreo, com o rosto ensanguentado e precisou ser levada para o Pronto-Socorro do Hospital Municipal Antônio Giglio, em Osasco. A polícia encontrou marcas de sangue em todo o apartamento e também uma faca branca usada pelo pai para cortar a tela de proteção da sacada.

Segundo o Estado de São Paulo, um vizinho contou à polícia que viu o professor com as pernas do lado de fora da sacada e procurou dissuadí-lo de pular. Mattos, segundo essa testemunha, não deu ouvidos. O vizinho chamou outros moradores para tentar arrombar a porta, sem sucesso. A mulher não informou por que não abriu a porta do apartamento aos vizinhos, de acordo com a polícia.

O caso foi registrado no 5º Distrito Policial de Osasco (Centro), mas será investigado pelo 9º Distrito Policial como lesão corporal, violência doméstica e homicídio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »