Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Cultura / Minas » Anastasia anuncia ações para a Cultura em Minas Gerais Doação de importante acervo artístico e início das obras da nova Escola de Design da Uemg são algumas das novidades

Estado de Minas

Publicação: 17/02/2014 21:26 Atualização:

Representantes da classe artística de Minas se reuniram nesta segunda-feira (17/02), no Palácio da Liberdade, para celebrar as conquistas e novidades para o setor cultural no estado. Entre elas, o início das obras da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), no antigo prédio do Ipsemg, anunciado pelo governador Antonio Anastasia, e a doação do Acervo Artístico Priscila Freire à Uemg.

Acompanhado pela secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, o governador Antonio Anastasia comemorou ainda com a categoria a apresentação do Projeto Centro de Ensaios Abertos (Cena) – Prédio Verde, mais um equipamento a integrar o Circuito Cultural Praça da Liberdade. Além de premiar os vencedores dos programas Filme em Minas e Cena Minas, o governo do estado divulgou o andamento das obras, anunciadas em setembro de 2013, na Fundação Clóvis Salgado (FCS), Circuito Cultural Praça da Liberdade, Minas Patrimônio Vivo e Estação da Cultura Itamar Franco. O valor global dos investimentos na área da cultura é da ordem de R$ 400 milhões em 2013 e 2014.

“Estamos dando continuidade a um ambicioso programa de investimentos na área cultural. Ao longo do ano passado e deste ano, serão cerca de R$ 400 milhões alocados no segmento cultural. É muito importante, porque sabemos que a cultura não só tem um valor econômico fundamental na geração de empregos, no fortalecimento e no estímulo ao turismo, mas também porque significa e simboliza algo muito importante para nós mineiros, que é a nossa identidade cultural, a nossa trajetória histórica, que se consagra na cultura mineira tão valorizada”, afirmou Anastasia.          
 
Reforços para o Circuito Cultural

Para a implantação da Escola de Moda e Design da Uemg, no antigo prédio sede do Ipsemg, na Praça da Liberdade, o Governo de Minas vai investir R$ 30 milhões. O espaço vai abrigar os cursos de Design de Produto, Design Gráfico, Design de Ambiente,  Artes Visuais, Design de Modas. Está prevista a realização de cursos profissionalizantes, abertos à comunidade, e de especialização e doutorado. Pelo menos um novo curso, o de Design de Moda, deve ser criado com cerca de 300 vagas. Os investimentos são da ordem de R$ 74 milhões.

Outra novidade para integrar o Circuito Cultural Praça da Liberdade é o Centro de Ensaios Abertos (Cena). As obras para implantação, na antiga sede da Secretaria de Viação e Obras (Prédio Verde), tem previsão de início no próximo semestre. Prevê a adaptação do edifício para acolher o maior número possível de grupos e artistas do teatro, dança, música e multimídia, para realizarem seus ensaios, experimentos e processos criativos.

Serão 25 salas de ensaios, além de um palco com todas as condições técnicas para a realização de testes de iluminação e de cenografia. O espaço abrigará também o Centro de Referência das Artes Cênicas, com um rico acervo bibliográfico, videográfico e espaço para pesquisa das Artes Cênicas de Minas Gerais. As obras serão concluídas em 2016.
 
Detalhamento de obras

No encontro, a Secretaria de Cultura detalhou a situação das obras anunciadas em setembro passado para melhoria da infraestrutura de alguns dos mais importantes redutos da cultura em Minas Gerais, como a Fundação Clóvis Salgado, o Circuito Cultural, a Estação da Cultura e do Minas Patrimônio Vivo.

O Palácio das Artes e a Serraria Souza Pinto passam por obras de revitalização de suas instalações para otimizar o acesso do público. Estão sendo feitas reformas nas fachadas e piso e intervenções elétricas, entre outras. Já foram concluídas as obras do Cine Humberto Mauro, que teve as cadeiras e piso substituídos e o sistema de som reestruturado.

Com relação ao Minas Patrimônio Vivo, o programa está investindo na recuperação de igrejas, casarões, fazendas e prédios tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) em diversas regiões do Estado. Alguns exemplos são o Museu Casa Alphonsus de Guimaraens, em Mariana, iluminação de monumentos em Tiradentes, Fazenda Boa Esperança em Belo Vale, restauração de acervo composto por 19 imagens religiosas de nove municípios.

Outra obra de destaque é a Estação da Cultura Presidente Itamar Franco, conjunto arquitetônico que abrigará uma sala para concertos sinfônicos e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, além dos edifícios-sede da Rádio Inconfidência e da Rede Minas de Televisão. As obras foram iniciadas em março de 2013. A abertura ao público será na temporada 2015 da Orquestra Filarmônica.

Já no Circuito Cultural Praça da Liberdade, está sendo iniciado o projeto de revitalização da iluminação da Praça da Liberdade e substituição e ampliação de postes de luz na região da Alameda Travessia e fontes da praça. Início de projeto no 1º trimestre de 2014 e conclusão da obra em dezembro de 2015. Também será iniciado o processo de reforma do Anexo Biblioteca Luiz de Bessa, do Museu Mineiro e do Centro de Informação ao Visitante (Rainha da Sucata), além do Arquivo Público Mineiro.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »