Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Violência » Em menos de seis horas, cinco pessoas são assassinadas em BH e região metropolitana Em apenas uma ocorrência os suspeitos do crime foram presos

João Henrique do Vale -

Publicação: 15/02/2014 12:44 Atualização:

O fim de semana começou violento em Belo Horizonte e em cidades da região metropolitana. Em apenas seis horas, cinco pessoas foram assassinadas na capital mineira, Sabará, Brumadinho e Santa Luzia. Em um dos crimes, um jovem de 21 anos foi morto a tiros em um campo de futebol no Bairro Baronesa. O crime pode ter sido motivado por uma disputa por terras.

Militares do 35º Batalhão da Polícia Militar foram acionados por moradores da Rua Bélgica. Eles afirmaram que três homens em um Corsa preto estariam com arma de fogo dando voltas pela região. A viatura fez buscas, mas ninguém foi encontrado. Um pouco mais tarde, os policiais receberam outra ligação dizendo que foram ouvidos tiros provocados por ocupantes do mesmo veículo.

Quando a PM se dirigia para o local indicado, se deparou como o Corsa em alta velocidade. Foi dada ordem de parada, mas o motorista continuou o trajeto. Populares afirmaram aos militares que os ocupantes haviam acabado de cometer um homicídio na Rua Bélgica. Alex Marques Nunes de Morais levou vários tiros e morreu na hora. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

Os três suspeitos, Leonardo Gonçalves Dias, de 28 anos, Marcio Antônio de Paula, e Vander Pereira de Brito, foram abordados horas mais tarde. Márcio confessou que dirigia o Corsa e levou a polícia até o veículo. Nele foi encontrada uma cápsula de revólver calibre 38. Todos foram levados para a delegacia. Familiares da vítima informaram que Alex estava em uma moto quando parou ao lado do automóvel e foi alvejado. Ele teria invadido um terreno próximo a região e colocado à venda. Para os parentes, a ação causou revolta de algumas pessoas.

No Bairro Pires, em Brumadinho, uma mulher foi assassinada com um tiro na cabeça. A PM chegou até o corpo de Adriana Aparecida dos Santos, de 23 anos, depois que o pai dela procurou a delegacia. O homem informou que populares estavam dizendo no bairro que a jovem havia sido assassinada. O irmão da vítima contou que ela estava na casa de uma moradora da região e que saiu na garupa de uma moto tempos mais tarde.

A PM fez buscas em uma mata próxima ao bairro e encontrou uma bermuda. Mais a frente, estava uma nota suja de sangue e o corpo de Adriana dentro do Rio Paraopeba. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer a retirada. A perícia constatou que ela levou um tiro na cabeça. A autoria e motivação ainda é desconhecida.

O tráfico de drogas pode ter sido a motivação para a morte de um jovem de 21 anos no Bairro Copacabana, em Venda Nova. José Carlos Cruz de Souza foi encontrado morto às margens de um córrego no cruzamento entre as ruas Camões e Central. Testemunhas afirmaram que a vítima estava junto com outras pessoas no local, mas não souberam dizer como o crime aconteceu.

O pai de José fez o reconhecimento do corpo. Ele afirmou que a vítima já havia sido presa várias vezes por causa do tráfico de drogas. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Vítimas sem identificação


Em outros dois homicídios as vítimas não foram identificadas. No Bairro Nossa Senhora de Fátima, em Sabará, um homem foi encontrado com os pés e mãos amarradas. Ele estava com uma perfuração na cabeça provocada por tiros e também com uma corda no pescoço. Nenhum documento foi encontrado e testemunhas não o reconheceram.

No Bairro Ribeiro de Abreu, Região Nordeste de Belo Horizonte, um homem foi morto na Rua Serra do Caparó. Testemunhas viram o corpo caído na via com várias perfurações na cabeça e nas costas. A perícia foi ao local e não conseguiu identificar com qual objeto os ferimentos foram causados. Imagens de câmeras de segurança poderão ajudar a polícia na investigação. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »