• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Preso » Suspeito de acender rojão que matou cinegrafista é preso na Bahia

Agência Brasil

Publicação: 12/02/2014 07:29 Atualização: 12/02/2014 09:24

Foto de acusado foi divulgada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro foto: Divulgação/Polícia Civil	 (Divulgação/Polícia Civil	)
Foto de acusado foi divulgada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu na madrugada de hoje (12) o suspeito de acender o rojão que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade, durante manifestação na última quinta-feira (6). Caio Silva de Souza foi preso em Feira de Santana, na Bahia, por policiais da Delegacia de São Cristóvão, que investiga o caso.

Caio estava em uma pousada da cidade baiana e não reagiu à prisão. Um mandado de prisão havia sido expedido na última segunda-feira (10) pela Justiça fluminense, pelo crime de homicídio doloso qualificado por uso de explosivo.

Os policiais buscavam Caio desde ontem. Durante as buscas dessa terça-feira, ele não foi encontrado em sua casa na Baixada Fluminense.

Caio Souza foi apontado pelo tatuador Fábio Raposo como o responsável por acender o artefato que provocou a morte do cinegrafista. Raposo está preso e confessou ter entregado o explosivo a Caio.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Oscar Silva
Os responsáveis devem ser julgados na forma da lei. Duas perguntas: A emissora de tv, empregadora do cinegrafista, não seria responsável também pela morte deste? Ele não deveria estar utilizando equipamentos pessoais de proteção, como capacete e colete à prova de balas? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.