Pernambuco.com



  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Preso » Suspeito de ataque a cinegrafista pode aderir à delação premiada, diz advogado Acusado presta depoimento na delegacia sobre o ocorrido

Agência Brasil

Publicação: 09/02/2014 10:23 Atualização: 09/02/2014 14:54

O advogado de Fábio Raposo, Jonas Tadeu Nunes, disse, neste domingo, na 17ª Delegacia de Polícia de São Cristóvão, que está tentando convencer seu cliente para aderir ao instituto da delação premiada. “Ele está um pouco relutante”, disse. Nunes disse que tentará uma solução para revogar a prisão do jovem universitário de 22 anos que ocorreu neste domingo (9) pela manhã, na casa dos pais, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro.

Fábio foi indiciado pela polícia como co-autor de atentado a bomba durante manifestação na Central do Brasil no último dia 6 que feriu o cinegrafista Santiago Andrade, da TV Bandeirantes. O advogado não confirmou se Fábio conhece o principal suspeito do crime. O estudante está na 17ª DP prestando depoimento.
Tags:

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
O senhor Fábio Raposo, é colega do rapaz, que acionou a bomba. Ele sabe o nome do colega, apenas não quer se comprometer. É porque esse crime foi no Brasil, se fosse na china, ele estava frito. O bandido foi de mascara, para a manifestação pública, ele já ia preparado para fazer a bandidagem. | Denuncie |

Autor: wilson Rodrigues da Luz Luz
O réu, pois, o mesmo admitiu no seu depoimento que estava com o a bomba, que repassou ao colega. Imaginem se todo mundo que for, para uma manifestação pública levar mascara de gaz. O bandido já ia preparado. Portanto, não é suspeito, é réu. Ele conhece apessoa que acionou a bomba, só que não quer di. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »