Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Possível infecção hospitalar » Hospital mineiro confirma terceira morte causada por superbactéria Uma mulher morreu em novembro, outra em dezembro e um homem no fim do mês passado

Luiz Ribeiro

Publicação: 04/02/2014 09:32 Atualização: 04/02/2014 09:36

O Hospital Aroldo Tourinho, de Montes Claros, no Norte de Minas, confirmou nessa segunda-feira que três pacientes morreram contaminados pela superbactéria KPC (Klebisiella Pneumoniae produtora de Carbapenemase), muito resistente a antibióticos. Anteriormente, tinham sido divulgados dois óbitos. Ao todo, nove pessoas foram infectadas pela no hospital, das quais quatro já receberam alta e duas continuam internadas em observação.

Segundo o provedor do hospital, Paulo César Gonçalves de Almeida, não existem evidências de que as pessoas morreram por conta dos sintomas causados pela bactéria, mas sim, devido às doenças graves que contraíram. Ele deu entrevista coletiva ontem junto aos médicos do Centro de Tratamento Intensivo (CTI), diretoria clínica e controle de infecção hospitalar.

O infectologista Luciano Fernandes, da equipe de controle de infecção hospitalar do Aroldo Tourinho, explicou que, em nenhum dos casos, é possível afirmar que a KPC foi a causadora exclusiva das mortes, pois as vítimas tinham doenças graves. “Todos os pacientes já estavam internados em estágio crítico e avançado de outras doenças. Esse estágio potencializou os efeitos da KPC, que só provoca infecção em pacientes imunossuprimidos, ou seja, que estejam com índices muito baixos de imunidade”, reforçou o provedor.

Uma mulher morreu em novembro, outra em dezembro e um homem no fim do mês passado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »