Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Transferência » Advogados tentam facilitar transferência do goleiro Bruno para Montes Claros Eles procuram alugar casa para parentes do ex-goleiro, para que ele atue em clube da cidade

Estado de Minas

Publicação: 01/02/2014 12:45 Atualização: 01/02/2014 13:07

Os advogados do goleiro Bruno Fernandes, que foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte de Eliza Samudio, tentam alugar uma casa em Montes Claros para abrigar parentes do atleta e facilitar a transferência dele para o Presídio Regional da cidade. O objetivo é conseguir a liberação para que Bruno, que desde julho de 2010 está recolhido na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, seja transferido e possa atuar no Monte Claros Futebol Clube, que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro. Anteontem, o presidente do clube, Vile Mocellin, confirmou o interesse em Bruno, que já jogou no Atlético, Corinthians e Flamengo.

O advogado Francisco Simim, que defende Bruno, disse que foram iniciados contatos com imobiliárias de Montes Claros para conseguir um imóvel para abrigar a avó e duas filhas do goleiro, tendo em vista que o comprovante de endereço de familiares é um dos requisitos para a transferência de detentos. Perguntado em qual bairro estaria sendo alugado o imóvel, Simim respondeu: “Não sei ainda, pois foi iniciada a procura junto a imobiliárias e nada foi fechado ainda. Mas tem que ser um imóvel decente”.

Ele admitiu ainda que o próprio Vile Mocellin prometeu ajudar na locação da moradia. A defesa de Bruno também solicitou a ida do atleta para a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Nova Lima. Francisco Simim disse que, depois que o pedido foi formalizado, o juiz da Vara de Execuções Criminais de Nova Lima, Juarez Morais de Azevedo, solicitou que fosse apresentado comprovante de endereço de parentes do detento na região de Nova Lima e foi anexado ao processo comprovante de casa alugada em Rio Acima. Ele informou que, desta forma, ainda que o caso ainda esteja em análise pelo Ministério Público, entende que o juiz de Nova Lima deverá aceitar a transferência.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »