• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Universidades Descredenciadas » Alunos da Gama Filho são recebidos no Planalto

Agência Brasil

Publicação: 31/01/2014 20:34 Atualização:

Depois de 22 dias de espera, os estudantes da Universidade Gama Filho foram recebidos no Palácio do Planalto pelo secretário executivo  da Secretaria-Geral da Presidência da República, Diogo de Sant´Ana. Os estudantes fizeram um relato de todo o processo de negociação que vem sendo feito pelo Ministério da Educação (MEC), desde o descredenciamento da Gama Filho e do Centro Universitária da Cidade (UniverCidade), no início de janeiro, e voltaram a pedir a federalização.

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, foi acordada a formação de uma comissão composta por alunos das duas universidades, pelo MEC e pela Secretária-Geral para dar continuidade ao diálogo. Participaram do encontro a secretária nacional de Juventude, Severine Macedo, a secretária adjunta, Ângela Guimarães, e a diretora da Supervisão da Educação Superior do MEC, Marta Abramo.

Em nota, a presidência informa que durante a reunião, Sant´Ana reforçou o compromisso do governo de manter o diálogo e encontrar as melhores alternativas para os estudantes, colocando a Secretaria-Geral à disposição para acompanhar, com o MEC, as demandas apresentadas pelo grupo.

A estudante de medicina e a diretora de relações externas do Diretório Central dos Estudantes da instituição, Ana Flávia Hissa, disse que os estudantes pediram a federalização. "Não estamos satisfeitos com a transferência assistida. Acreditamos que o MEC não tem instrumentos efetivos de regulação para garantir a qualidade das instituições [que vão receber os alunos]. Antes de ser descredenciada, a própria Gama Filho estaria apta a receber estudantes transferidos. Não tem o que assegure [a qualidade]", diz.

Segundo Ana Flávia, a comitiva de 30 estudantes da Gama Filho e da União Nacional dos Estudantes (UNE) que está em Brasília e vai continuar buscando apoio dos parlamentares na Câmara e no Senado. Na próxima semana, os estudantes deverão reunir-se com os reitores das instituições federais do Rio de Janeiro. Segundo a assessoria da Secretaria-Geral, o governo ainda não decidiu a participação na reunião.

Ontem (30), o Grupo Galileo, responsável pelas duas instituições, entrou com recurso administrativo pedindo a suspensão do descredenciamento. O recurso foi protocolado no Conselho Nacional de Educação (CNE) e encaminhado hoje à Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC. Caso a Galileo não concorde com a decisão da secretaria, poderá ainda entrar com recurso, que será analisado pelo CNE.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.