• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Engarrafamento » Interdição do Elevado da Perimetral provoca retenções no trânsito do RJ De acordo com o Centro de Operações, vias importantes de ligação das zonas norte e sul com o centro estão engarrafadas

Agência Brasil

Publicação: 27/01/2014 11:47 Atualização:

Motoristas encontram trânsito lento com retenções em vários pontos do centro da cidade do Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira (27/1), o primeiro dia útil depois da interdição completa do Elevado da Perimetral, ocorrida no sábado (25/1). De acordo com o Centro de Operações, vias importantes de ligação das zonas norte e sul com o centro estão engarrafadas, como o Aterro (que liga os bairros de Botafogo e Copacabana ao centro) e a Avenida Presidente Vargas (que liga a zona norte ao centro).

O Elevado da Perimetral, implodido em novembro de 2013, era a principal via expressa que cortava o centro da cidade e servia de conexão entre as zonas sul e norte da cidade. A demolição da via é uma das medidas previstas para a revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro. A interdição do viaduto vem sendo feita gradativamente desde o início do ano passado, para evitar o colapso do trânsito no centro da cidade.

Em 8 de fevereiro, o Mergulhão da Praça 15, que passa sob a estação de barcas do centro da cidade também será interditado. O objetivo é conectar o mergulhão a um novo túnel que ligará o Aterro à zona portuária. Também faz parte das alterações no trânsito, o fechamento para carros particulares da Avenida Rio Branco, a partir do próximo dia 8. De acordo com o Centro de Operações, também há lentidão na Avenida General Justo, no Mergulhão da Praça 15, na Avenida Presidente Antonio Carlos, na Rua 1º de Março, no Viaduto 31 de Março e na Via Binário.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.