• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Educação » Estudantes da Gama Filho querem acampar novamente para pressionar Planalto

Agência Brasil

Publicação: 21/01/2014 16:42 Atualização:

Os estudantes da Universidade Gama Filho que estavam acampados no gramado atrás do Congresso Nacional e foram detidos na noite de ontem (20) já foram liberados. Após o incidente, eles pretendem buscar um respaldo legal para acampar novamente no local. A informação é da integrante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Gama Filho, Ana Flávia Hissao. Os estudantes estavam no gramado -  que fica próximo ao Palácio do Planalto - desde a última quarta-feira (15), com objetivo de pressionar a presidenta Dilma Rousseff a recebê-los.

Ontem, os estudantes foram retirados do local pela Polícia Militar do Distrito Federal. Eles resistiram e foram carregados. As barracas, os colchões e os pertences das 13 pessoas que estavam no local foram apreendidos.

“Vamos tentar conseguir um respaldo jurídico para voltar. Nós permaneceremos em Brasília até que se abra o diálogo com a presidenta Dilma Rousseff”, disse Ana Hissao. No início do mês, os estudantes protocolaram um pedido de audiência com a presidenta.

Os estudantes da instituição, que foi descredenciada pelo Ministério da Educação no último dia 13, vieram do Rio de Janeiro para protestar contra a decisão do Ministério da Educação (MEC) e pedir a federalização da instituição. A UniverCidade também foi descredenciada.

A presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Virgínia Barros, está em Brasília acompanhando a mobilização. Ela avalia que as respostas dadas até agora pelo MEC “são insuficientes e não resolvem o problema dos estudantes”.  Ela criticou a ação policial que resultou na detenção dos estudantes. “É a pior resposta que se pode ter para uma manifestação legítima e pacífica de estudantes”, disse a líder estudantil.

Está agendada para hoje (21) uma reunião dos integrantes da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC para discutir a política de transferência assistida dos estudantes da Gama Filho e da UniverCidade. Participarão representantes das instituições integrantes do sistema federal de ensino, incluídas as instituições particulares devidamente credenciadas no ministério. Segundo  a integrante do DCE da Gama Filho, Ana Hissao, os estudantes pretendem protestar em frente ao ministério para que tenham direito de participar da reunião.

A previsão é que o edital com as normas para a transferência assistida decorrente do descredenciamento das duas instituições seja publicado no Diário Oficial da União na quinta-feira (23).
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.