Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Minas Gerais » Corpos de casal morto na Serra do Cipó são encontrados em rio Os cadáveres foram achados depois que a Polícia Civil realizou um sobrevoo na região indicada por dois criminosos confessos do crime

Estado de Minas

Publicação: 08/01/2014 15:23 Atualização:

Foram encontrados, por volta das 14h30 (horário local), os corpos do advogado Alexandre Werneck de Oliveira, de 46 anos, e da namorada, a também advogada Lívia Viggiano Rocha Silveira, de 39, que estavam desaparecidos desde a última sexta-feira. Os cadáveres foram achados depois que a Polícia Civil realizou um sobrevoo no Rio Santo Antônio, em Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas Gerais. O local foi indicado por dois dos criminosos presos que confessaram o crime.

As buscas no rio começaram na última segunda-feira depois que o sumiço do casal veio à tona. Elas se concentraram no curso d'água que fica próximo ao local onde a Hilux do advogado foi encontrada queimada. Na manhã desta quarta-feira (8), militares do 3º Batalhão dos Bombeiros de Belo Horizonte chegaram a realizar mergulhos em uma grande área, mas nada foi encontrado. O sargento Washington Néri Rodrigues havia levantado a hipótese dos corpos terem sido jogados em outro local.

No inicio da tarde, os militares mudaram a estratégia e começaram a fazer buscas nas margens do rio. Policiais civis fizeram um sobrevoo na região e conseguiram visualizar os corpos. O cadáver de Alexandre foi encontrado um pouco acima do local indicado pelos criminosos Marcos Magno Peixoto Faria, de 25 anos, Helton Moreira de Castro, de 19, e um menor de 17 anos, que foram detidos e confessaram o crime. Já o corpo de Lívia estava um pouco mais distante.

Militares do Corpo de Bombeiros agora seguem para o local aonde estão os corpos para retirá-los da água. Em seguida, eles devem ser levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte (MG).

O crime
As vítimas chegaram à Serra do Cipó na quinta-feira (2) e se hospedaram na Pousada e Hotel Cipó Veraneio. Segundo parentes, elas ficariam na localidade até sábado, pois no domingo Alexandre pretendia comemorar o aniversário com familiares em Belo Horizonte (MG). Na sexta-feira, o casal saiu da pousada e não retornou para o estabelecimento. No dia seguinte, o gerente do local deu falta dos hóspedes e avisou aos familiares deles.

As buscas pelo casal começaram na última segunda-feira, depois que os familiares das vítimas procuram a Polícia Militar para fazer um boletim de ocorrência. No mesmo dia, a PM foi acionada por investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Conceição de Mato Dentro, que encontraram uma Hilux queimada em uma área de mata perto de uma estrada.

Conforme a Polícia Civil, todos os documentos e cartões bancários das vítimas estavam no veículo queimado. Além disso, os bandidos não realizaram saque ou outra transação bancária. Toda a região da Serra do Cipó foi vasculhada, inclusive com o apoio de um helicóptero do Corpo de Bombeiros com um policial civil a bordo, mas nenhuma pista sobre o paradeiro do casal foi encontrada.

Mais tarde, os envolvidos no crime foram presos e confessaram ter matado o casal para roubar. Os suspeitos contaram que na sexta-feira abordaram as vítimas no mirante da Serra do Cipó. Os criminosos disseram que chegaram ao local em uma moto CBR-300 amarela, que pertence a Marcos. Armados com um revólver calibre 22, renderam o advogado e a namorada e os levaram, no carro deles, até uma ponte do Rio Santo Antônio. O casal teve os celulares e R$ 174 em dinheiro roubados. Em seguida, os ladrões disseram que atiraram contra as cabeças das vítimas. Depois, jogaram os corpos na água.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »