• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Rio de Janeiro » Jovem baleado em manifestação tentou pegar arma de policial, segundo a Coordenadoria de UPP

Agência O Globo

Publicação: 07/01/2014 13:01 Atualização:

A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) informou, em nota, que o tiro que atingiu o frentista Maykon Ádrio do Nascimento Renz, de 24 anos, durante manifestação de moradores do Morro São João, no Engenho Novo, na Zona Norte, na noite de segunda-feira, foi acidental. De acordo com CPP, ele tentou pegar a arma de um policial durante uma manifestação de moradores, por volta das 21h. Um grupo protestava na esquina das ruas José Salomão com Conselheiro Jobim contra a falta de luz na região.

"No local, Maykon tentou pegar a arma de um policial, quando houve um único disparo efetuado de forma acidental. O tiro atingiu Maykon no peito e outro agente que tentava contê-lo no braço, ambos de raspão", afirma trecho da nota.

O jovem foi levado para o Hospital Vital, e posteriormente, encaminhado para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier. Já o militar, que também ficou ferido, foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM). Ambos passam bem e não correm risco de morrer.

Segundo informações de moradores que socorreram Maykon, ele voltava do Hospital Salgado Filho, onde sua filha foi internada após um atropelamento, quando teria sido surpreendido pela chegada de policiais na Avenida Marechal Rondon. Ainda de acordo com essa versão, ele teria sido cercado por PMs, e um deles teria encostado uma pistola no peito do jovem. Quando Maykon tentou se desvencilhar, teria ocorrido o disparo à queima-roupa. Um jovem recuperou uma cápsula, que, segundo ele, seria da bala que atingiu o frentista.

O protesto, que começou no final da tarde de segunda-feira, fechou por diversas vezes a Avenida Marechal Rondon, na altura da Rua Barão do Bom Retiro. Mais cedo, os manifestantes haviam queimado pneus e lixo na Rua Gregório Neves. Moradores diziam que estavam sem energia elétrica há cerca de dois meses no alto do Morro São João.

O caso foi registrado na 25ª DP (Engenho Novo), e o policial foi autuado por lesão corporal culposa. O comando da UPP São João também abriu um inquérito para apurar o caso.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.