Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Detido » Major que atropelou cinco pessoas na Grande BH permanece preso Delegada ouviu o policial, vítimas e testemunhas e decidiu ratificar a prisão em flagrante do militar. Acidente deixou quatro pessoas feridas e provocou a morte de uma menina de 11 anos

Estado de Minas

Publicação: 03/01/2014 10:06 Atualização:

O major da Polícia Militar, Wilson Silva de Lima, que na quarta-feira (1º/1) atropelou cinco pessoas de uma mesma família no entroncamento da MG-010 com MG-424, na Grande BH , vai ficar detido no 16º Batalhão até que a Justiça decida decida se ele pode ou não responder ao processo em liberdade. Nessa quinta-feira (2/1), a delegada Francione Fintelman decidiu ratificar a prisão em flagrante do policial.

Durante a tarde, Wilson e outras sete pessoas, entre militares que registraram a ocorrência do acidente, duas vítimas e um parente delas, prestaram depoimento na delegacia de Vespasiano. Após ser ouvido, o major deixou a delegacia em um carro supostamente particular, escoltado por duas viaturas. Ele foi a um hospital fazer exame de sangue, para que seja determinado se ingeriu ou não bebida alcoólica. Wilson negou o fato, e as testemunhas ouvidas nesta tarde disseram que ele não apresentava sinais de embriaguez após o atropelamento que culminou na morte de uma menina de 11 anos e que deixou outras quatro pessoas feridas.

Em depoimento, Wilson afirmou que levava sua filha para um clube quando tentou desviar de um outro veículo, perdeu o controle da direção e acabou indo para o acostamento, onde atingiu as vítimas. Entretanto, uma testemunha negou que houvesse outro carro na estrada no momento do acidente.

Relembre o caso

O atropelamento ocorreu na tarde de quara-feira, debaixo de um viaduto no Bairro Morro Alto , em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, o acidente aconteceu no sentido Lagoa Santa / Belo Horizonte, no km 19. Wilson conduzia um Astra, placa LQE-1506, quando saiu da pista e atingiu as cinco pessoas da mesma família no acostamento.

Júlia da Costa Pereira, de 11 anos, foi levada para o Hospital João XXIII mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Já Darlene Santos Pereira, de 22 anos, Laurinda Rodrigues da Costa Neves, de 47 anos e Simone Costa, foram levadas com escoriações e fraturas para o Hospital Risoleta Neves. O garoto Vítor Gabriel da Costa Neves também foi levado para o João XXIII, permanece internado mas passa bem.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »