Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Belo Horizonte » PM salva mãe e filha dominadas por ladrões em sequestro relâmpago Elas foram obrigadas a rodar mais de 6 quilômetros sob a mira de um revólver

Mateus Parreiras

Publicação: 30/12/2013 08:49 Atualização:

Assaltantes armados e escondidos à espreita de carros que param nos semáforos da Avenida Nossa Senhora do Carmo, entre os bairros Belvedere, São Pedro e Sion, na Região Centro-Sul de BH, fizeram mãe e filha viver momentos de pânico sob a mira de uma arma de fogo, na manhã de ontem. Numa cena que tem se repetido na região, de acordo com policiais, a gerente comercial P.C., de 33 anos, e sua mãe, a funcionária pública S. C., de 53, foram rendidas ao parar no sinal vermelho na altura do número 1.600 da avenida por dois bandidos e obrigadas a dirigir por 6 quilômetros sob a mira de um revólver calibre 22. A sorte delas foi um outro motorista ter testemunhado a ação e informado à Polícia Militar, que agiu rápido e conseguiu prender os ladrões sem que ninguém se ferisse na ação.

As duas mulheres são moradoras do Bairro Floresta, na Região Leste de BH, e seguiam no Honda Fit preto para o Bairro Belvedere, onde assistiriam a uma missa às 11h. Pouco antes das 10h15, vendo que a avenida estava muito vazia, elas se distraíram e deixaram os vidros do carro abertos, num desleixo que não costumam cometer. “A cidade está muito violenta. Por isso sempre que paro o carro fecho os vidros e fico olhando pelo retrovisor. Dessa vez estava um clima de feriado e por isso nos descuidamos”, conta a gerente comercial, que estava ao volante. De acordo com ela, os assaltantes apareceram repentinamente, um em cada janela, exigindo as bolsas das mulheres. “Gritaram que a gente tinha ‘perdido’ e que era para passar as bolsas. Pedi calma e falei que só ia retirar os documentos. Aí eles disseram que queriam entrar e que era para a gente dirigir e deixá-los depois do BH Shopping”, afirma a gerente.

Salvas pela PM

Com os dois bandidos sentados no banco de trás, as ameaçando com o revólver, as duas contam que só não se desesperaram por causa de sua fé. “Só pude rezar e entregar a sorte nas mãos de Deus. Achava que tudo ia acabar bem, que logo ia terminar”, disse. No entanto, quando passaram pelo BH Shopping e os dois bandidos, Rafael Lima de Oliveira, de 22, que estava com o revólver, e Leandro César Souza Pinheiro, de 26, passaram direto pelo centro de compras, as duas começaram a temer pela sua segurança. “Mandaram a gente continuar dirigindo. Foi quando vi pelo retrovisor a chegada dos policiais, como se fossem anjos que vieram para nos salvar já próximos aos motéis (na BR-356)”, comparou a gerente. “Mas depois ficamos tensas, porque a gente não sabia se ia ter algum tiroteio. Esse foi um dos momentos mais angustiantes”, disse.

De acordo com o sargento José Ivair de Morais, da 124ª Companhia do 22º Batalhão da PM, os carros da polícia mandaram a motorista parar e os suspeitos não reagiram, saindo do carro com as mãos juntas às nucas. “Os dois disseram que iam soltar as duas em breve, mas suspeitamos que pudessem levá-las até caixas eletrônicos na Região do Barreiro para fazer saques em suas contas bancárias”, disse. A forma como as vítimas foram abordadas tem se repetido ao longo dos semáforos da Nossa Senhora do Carmo, segundo o sargento. Ainda de acordo com a PM, os dois suspeitos vieram de Congonhas, na Região Central, para roubar. Rafael tem passagens por roubo, tráfico, furto e um homicídio pelo qual é procurado com mandado judicial. Leandro tem passagens por furto, roubo e uso de drogas.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »