Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Esclarecimentos » Depoimentos de parentes podem esclarecer motivo da morte de jovem em Goiás Tese de homicídio seguido de suicídio continua como principal linha de investigação. Mas policiais ainda estão atrás da dinâmica da morte de padrasto e enteada na cidade goiana. Um dos seguros assinados por Joaquim Lourenço em nome do filho teve a primeira parcela paga

Estado de Minas

Publicação: 20/12/2013 08:28 Atualização:

Loanne Rodrigues havia sido atacada em maio do ano passado foto: Reprodução / Facebook / Arquivo Pessoal (Reprodução / Facebook / Arquivo Pessoal)
Loanne Rodrigues havia sido atacada em maio do ano passado foto: Reprodução / Facebook / Arquivo Pessoal

Depoimentos de familiares e amigos próximos de Joaquim Lourenço Luz, 47 anos, e Loanne Rodrigues da Silva, 19, devem esclarecer as motivações para o crime ocorrido na última segunda-feira, em Pirenópolis (GO). Os investigadores ouviram os dois filhos do garimpeiro, durante a manhã de ontem, o pai biológico e os tios de Loanne, no período da tarde. A mãe da jovem, Sandra Rodrigues da Silva, 37, e duas amigas estiveram na delegacia na quarta-feira para prestar esclarecimentos.

Por enquanto, a Polícia Civil de Goiás não descarta totalmente a participação de uma terceira pessoa. A hipótese de homicídio seguido de suicídio, contudo, é a mais aceita. Para concluir o inquérito, o delegado titular Rodrigo Luiz Jayme espera descobrir a dinâmica e, principalmente, o motivo do assassinato. O padrasto da jovem teria a levado para o Morro do Frota com a intenção de tirar fotos. Sandra, que mora com Joaquim há sete anos, ofereceu-se para levar os dois até um ponto da estrada.

Com o desaparecimento da estudante e do padrasto, moradores e familiares começaram as buscas. Os corpos foram encontrados na mata às 11h de terça-feira. Primeiro, havia a tese de duplo homicídio motivado por vingança. Depois que agentes encontraram fragmentos de dinamite no local e um perito confirmou a morte pelo explosivo, a polícia mudou os rumos da investigação.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »