Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Operação » PF desarticula grupo de auditores-fiscais que exigiam propinas de empresários no Rio de Janeiro

Filipe Barros - Diario de Pernambuco

Publicação: 13/12/2013 11:16 Atualização: 13/12/2013 12:50

Uma operação da Polícia Federal intitulada de "Workaholic" desarticulou um grupo criminoso formado por auditores fiscais do Ministério do Trabalho, contadores e empresários que exigiam propinas mensais de empresários para "afrouxar" ou mesmo não realizar fiscalizações trabalhistas. Segundo postagem no twitter da PF agora há pouco estão sendo cumpridos nove mandatos de prisão preventiva e 12 mandatos de busca e apreensão. Os crimes investigados são: formação de quadrilha, concussão e corrupção. As penas máximas somadas podem ultrapassar 23 anos de reclusão.

Alguns integrantes do grupo que atuavam em Petrópolis e cidades adjacentes - como Três Rios e Teresópolis, no Rio de Janeiro - entre eles quatro auditores fiscais do trabalho, três contadores e a esposa de um deles, além de um empresário, já estão presos. Em apenas uma das contas bancárias que foi bloqueada judicialmente estão depositados cerca de R$ 7 milhões. De acordo com a PF há indícios de sonegação fiscal no recolhimento de FGTS pelos empresários em razão do esquema criminoso.

Será concedida entrevista coletiva, às 12h30, na Delegacia de Polícia Federal em Nova Iguaçu para explicar detalhes da operação.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »