Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Tiroteio » Após troca de tiros, policial mata suspeito de assalto em Brasília Segundo a Polícia Militar, o suspeito abordou o policial que revidou com três tiros durante a tentativa de assalto

Saulo Araújo - Correio Brasiliense

Publicação: 04/12/2013 08:13 Atualização:

A polícia isolou a área para a perícia depois do tumulto: susto e tiros no comércio local: Janine Moraes/CB/D.A Press
A polícia isolou a área para a perícia depois do tumulto: susto e tiros no comércio local: Janine Moraes/CB/D.A Press

Um homem morreu por volta das 20h30 desta terça-feira (3/12) após tentar assaltar um agente da Polícia Civil, na quadra 309 da Asa Norte. Informações preliminares da Polícia Militar indicam que houve troca de tiros entre o suspeito, que usava um revólver calibre .40 com numeração raspada, e o policial Lindberg Rodrigues Melo.

De acordo com o delegado plantonista da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), Sérgio Rogério Ozório, dois suspeitos abordaram o policial e uma mulher que o acompanhava no momento em que eles saíam de um Corolla. Um deles, que estava armado, chegou gritando "perdeu, perdeu", enquanto dava a volta no carro para render a mulher. O policial sacou a arma e o tiroteio teve início. O segundo assaltante correu na direção da quadra 308 Norte.

O agente foi atingido com um tiro na barriga e outro na mão e revidou com cinco tiros, ao menos dois atingiram o assaltante. A mulher não ficou ferida.

Melo, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), foi encaminhado para o Hospital Santa Luzia, onde passa por cirurgia para remoção das balas. Ele foi levado consciente, e segundo Sérgio Ozório, está bem e não teve nenhum ógão vital atingido.

Um terceiro tiro, disparado pelo suspeito de assalto, acertou um supermercado e assustou funcionários e clientes. O suspeito morreu no local, antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Testemunhas reclamam muito da falta de policiamento no local e afirmam que assaltos são constantes.

Os peritos estão recolhendo as digitais do assaltante, que não foi identificado pois não carregava documentos. A 2ª DP investiga o caso.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »