Pernambuco.com



  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Maranhão » Morre pé de maracujá mutante em Ribamar Pé do fruto que tinha formato de órgão sexual masculino foi motivo de comentários e notícia no Aqui-MA há um ano e meio

O Imparcial

Publicação: 26/09/2012 09:17 Atualização:

Na época, o formato do maracujá chamou a atenção de todo o Brasil. Fotos: Neidson Moreira/OIMP/D.A. Press
Na época, o formato do maracujá chamou a atenção de todo o Brasil. Fotos: Neidson Moreira/OIMP/D.A. Press
O que foi motivo de curiosidade, vergonha e brincadeiras há um ano e meio, hoje é uma lamentação na vida da dona de casa Maria Rodrigues, de 55 anos, moradora do município de São José de Ribamar. Nesta terça (25), o famoso pé de maracujá que deu os frutos na forma do órgão genital masculino, completou uma semana de "falecimento".

Tudo começou quando dona Maria comprou um maracujá comum, amarelo e redondo, e resolveu plantar as sementes para ver se o pé nasceria mesmo. "A gente plantou no quintal. Não tivemos muito cuidado, mas mesmo assim o pé foi crescendo". Somente após dois anos os frutos foram descobertos, pelo filho de dona Maria, que imediatamente correu para contar a novidade à família.

O maracujá, com formato fálico, ganhou repercussão no Brasil inteiro e dona Maria, que manteve a plantação no quintal de casa, viu sua casa transformada, com as diversas visitas de amigos, vizinhos, curiosos e jornalistas do Maranhão e do Brasil ao longo do dia. "Já perdi a conta de quantas pessoas passaram por aqui. Era muita, muita gente. De manhã cedo até a noite. Em um desses dias meu celular sumiu, então passei a cobrar R$2 reais para visitar, R$15 para tirar foto e R$20 para filmar", disse Dona Maria.

O maracujazeiro deu fruto durante todo o tempo em que estava vivo, mas há uma semana "ele morreu. O pé apodreceu - acho que por causa de cupim. Não demorou muito e ele foi secando, secando. O engraçado é que o talo era fino e o maracujá era enorme, pesava uns 3 kg, mas aí deu broca e ele morreu".
O maracujazeiro morreu há uma semana, e Dona Maria plantou um pé de macaxeira e de vinagreira no lugar. Hoje o bloco de Carnaval ainda faz sucesso
O maracujazeiro morreu há uma semana, e Dona Maria plantou um pé de macaxeira e de vinagreira no lugar. Hoje o bloco de Carnaval ainda faz sucesso

Sobre o consumo, a filha de dona Maria, Viviane Farias, disse que o maracujá tinha um sabor agradável. "Ele era docinho, bom pra comer na hora. Só a semente que era mais azeda que limão", contou.

A repercussão foi tão grande, principalmente em São José de Ribamar, que os moradores do município criaram um bloco de carnaval, chamado "Maracujá do Pânico". O bloco, que fez sucesso durante Carnaval, sairá novamente nas ruas durante as festas. "Vai começar em Dezembro, e no Carnaval vamos sair com o bloco de novo", disse Viviane.

Com as diversas visitas que recebia durante o dia, dona Maria afirmou ter conhecido várias pessoas, de moradores da região até jornalistas do país inteiro. Embora o caso tenha sido curioso, dona Maria também foi criticada devido ao formato que os frutos possuíam, mas o que valeu foi a repercussão. "Fiquei famosa pobre, mas fiquei", afirmou.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »