BikePE Saiba quais são as principais lesões do ciclista e como evitá-las

Por: Juliana Freire

Publicado em: 18/11/2014 15:02 Atualizado em: 18/11/2014 16:12

Quedas e excesso de treinos podem levar a lesões em várias partes do corpo. Foto: Laís Telles/Esp.DP/D.A Press
Quedas e excesso de treinos podem levar a lesões em várias partes do corpo. Foto: Laís Telles/Esp.DP/D.A Press
O ciclismo é considerada pelos especialistas como uma das modalidades esportivas com baixo risco de lesão, mas a prática repetitiva (especialmente em ciclistas profissionais) e os acidentes podem provocar danos à saúde. As quedas são imprevisíveis e podem afetar várias partes do corpo, mas o excesso de treinos pode levar ao desenvolvimento de lesões na coluna, joelhos, lombar, tornozelos e nos pés. Além disso, durante a atividade, alguns atletas também se queixam de dormência nas mão e pernas. Para ajudar os ciclistas a prevenir esses desconfortos, o BikePE conversou com uma especialista e elaborou dicas de como evitar lesões ao pedalar.

O ciclista Arion Santos Linhares, de 23 anos, é sócio de uma empresa de entrega que utiliza a bicicleta como veículo diariamente. Ele, que participa do grupo Ameciclo, conta que já se machucou devido à uma queda de bike. “Estava brincando com um amigo e me desequilibrei. Caí e desloquei do ombro”, conta. Além disso, relata que raramente se alonga antes das atividades, mas que quando o faz sente uma grande diferença. “Não costumo me alongar com frequência, o que faço é ir aumentado a intensidade da pedalada gradativamente. Mas quando faço sinto uma melhora no meu desempenho”, conta.

Segundo a Tutora de Fisioterapia e especialista em Morfologia Mariana Ramos Costa, a postura inadequada do ciclista, vícios posturais, mau ajuste da bicicleta e a falta da orientação médica podem aumentar os fatores de riscos para o surgimento das lesões. Por isso, aquecer os músculos é fundamental. ”Os alongamentos antes e após o ciclismo são importantes sempre para prevenir algumas lesões”.

A bicicleta também precisa ser ajustada de acordo com a altura e condicionamento físico do ciclista para garantir uma boa biomecânica e postura .“É necessário que haja harmonia entre três áreas de contato do ciclista-bicicleta: a interface entre pelve - selim, mãos-guidão e sapatilha–pedal. Se mal ajustadas, elas aumentam as chances em desenvolver lesões por esforço repetitivo. A bicicleta deve ser escolhida especificamente para seu uso, ter o ângulo do selim e altura do quadro adequadas para a estrutura física do ciclista”, esclarece.

Confira os principais tipos de lesão e as dicas para prevenção

 

 



TAGS:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.