• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Ideias Essa bicicleta já foi carro! Na Espanha, carros fora de uso dão origem a bicicletas feitas de forma artesanal. Apelo ambiental e social são utilizados para atribuir valor emocional às 'magrelas'

Por: Pedro Cerqueira - Estado de Minas

Publicado em: 07/05/2013 08:56 Atualizado em: 07/05/2013 09:04

Peças recicladas de carros aliadas à criatividade da equipe de produtos da Lola Hace se transformam em bicicletas novinhas. Foto: Lola Hace/Divulgação
Peças recicladas de carros aliadas à criatividade da equipe de produtos da Lola Hace se transformam em bicicletas novinhas. Foto: Lola Hace/Divulgação
Os publicitários da agência espanhola Lola Madrid acabam de criar a divisão Lola Hace, focada no projeto e execução de produtos que “facilitam a vida das pessoas”, em suas próprias palavras. O primeiro produto a sair dessa “fornada” criativa será uma bicicleta, produzida a partir de peças coletadas em desmanches de carros. Mas por que uma agência de publicidade iria se meter a fabricar bicicletas?

O objetivo da Lola Hace é inserir em seus produtos a sua visão peculiar, que é atribuir a eles um valor emocional. Essa estratégia é considerada muito mais eficaz do que tornar determinado produto desejável de forma racional, elencando, por exemplo, seus benefícios. A estratégia está presente no vídeo de divulgação da Bicycled, nome dado à “magrela” feita a partir de peças de carro, que pode ser visto no site bicycledbikes.com.



O vídeo, com duração de pouco menos de um minuto e meio, começa mostrando carros abandonados. O corte seguinte nos leva para a oficina da Lola Hace. Corta daqui, solda dali, tiram-se rebarbas, lixa, pintura. As rodas, pneus e pedivela são peças novas. Com o auxílio de uma abraçadeira, parte de uma lanterna é fixada na traseira da bike. O recorte do revestimento do banco é colado no selim e no guidão. Nesse último, longas tiras enroladas com capricho fazem um acabamento de muito bom gosto.

ECOLÓGICA Os apelos que dão valor emocional à Bicycled são vários, a começar pela pegada ecológica da reciclagem: a destinação correta ao que antes era lixo. Quadro e garfo são feitos a partir das peças metálicas do carro. O estofamento serve para encobrir o selim e o guidão. As luzes e as maçanetas também são aproveitadas. A corrente da bicicleta é feita com uma correia de distribuição. E o próprio ato de pedalar um veículo elimina a queima de combustíveis que resultaria na emissão de gases nocivos à saúde e ao meio ambiente. 

ÚNICA O fato de as bicicletas serem fabricadas de forma artesanal também é um atributo positivo, tanto no fator social, já que além de gerar postos de trabalho ele resgata um modo de produção em extinção, quanto no valor atribuído a um objeto feito à mão. Como cada bicicleta nasce de um variado, porém não uniforme, acervo de peças, juntando a criatividade um artesão, cada “magrela” torna-se uma peça única.

Apesar de ainda não haver previsão de preço, nos primeiros três dias depois que a ideia foi lançada já havia mais de 400 interessados na Bicycled. Se você gostou da iniciativa e tem algum talento manual e algumas ferramentas na garagem, mãos à obra! Se prefere comprar pronta, vá até o site bicycledbikes.com, tire suas dúvidas e coloque seu nome na lista de espera.


TAGS:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.